Como Escolher um Tema para Projeto de Pesquisa?

Seleção de temas de Projeto de Pesquisa
Selecione seu Tema para Projeto de Pesquisa

Muitas vezes, escolher um tema para Projeto de Pesquisa é algo intuitivo e muito particular. Ideias podem surgir a partir de vivências e gostos pessoais. No entanto, fatores mais objetivos e clareza sobre de algumas questões são importantes para realizar uma pesquisa com qualidade e principalmente, não ter que mudar de tema no meio do caminho!

Abaixo listamos algumas sugestões importantes para te ajudar a escolher, e também, refinar seu tema.

Além disso, vamos deixar claro o que é um tema, qual seu peso dentro de uma pesquisa e falar brevemente sobre a importância de delimitar este tema!

→ Você também vai gostar de ler: Modelo de Projeto de Pesquisa Pronto, tenha o seu!

Vamos lá?

Veja o que vai encontrar em nosso artigo de hoje a partir do índice abaixo:

 

Como a escolha do tema influencia no projeto de pesquisa?

Como escolher um bom Tema para Projeto de Pesquisa?
Tema de Projeto de Pesquisa: escolha de forma correta e desenvolva seu trabalho acadêmico

O que constitui um tema no contexto geral de um trabalho acadêmico?

Seja uma monografia, uma dissertação de mestrado ou uma tese de doutorado, basicamente, o tema é o assunto central da sua pesquisa e o que você responderá de forma simples quando questionado sobre seu trabalho.

E tem mais!

Um projeto de pesquisa é dividido em uma série de tópicos e o tema não é somente o primeiro a aparecer, mas também o que guia todos os outros seguintes.

Na escolha do tema do projeto de pesquisa, alguns elementos devem ser levados em consideração.

Vamos falar um pouco sobre isso?

 

Escolha um tema que vai funcionar para seu projeto de pesquisa!

 Escolha certa do Tema para Projeto de Pesquisa
Projeto de pesquisa: selecione um tema que vai render várias páginas

Como já dissemos, a escolha de um tema muitas vezes pode partir de um gosto pessoal. E isso não está errado.

  • Te dará gosto de fazer a pesquisa, já que tem alguma afinidade;
  • Talvez você conheça sobre o tema, o que já é um bom começo.

Mas é indispensável que ele se transforme um objeto de pesquisa, ou seja, algo que possa ser investigado!

Para te ajudar nisso, ao escolher seu tema, faça pelo menos essas duas perguntas:

  1. Qual é a sua área de conhecimento e quais ferramentas estão disponíveis para aprofundar os estudos em seu campo de atuação?
  2. O meu tema pode se desdobrar em uma pesquisa científica, ou seja, eu posso extrair uma pergunta a partir dele?

Ao buscar responder essas questões, você terá mais segurança que sua pesquisa vai “render” um bom material científico e poderá iniciar um caminho de reflexão sobre ser viável ou não pesquisar determinado assunto.

Por exemplo, é necessário analisar a literatura, ou seja, o que já foi escrito até então sobre o tema, se há a possibilidade de fazer coleta de dados ou se é necessário fazer trabalho de campo para obter e apresentar resultados.

 

Outro passo é a delimitação da pesquisa, ou seja, deixar o seu tema mais específico.

E isso é essencial!

Podemos começar a delimitar fazendo um recorte de tempo e espaço.

 

Vou te dar um exemplo.

Vamos supor que você queira falar sobre o “estudo de história”. Só que este é muito amplo.

Daria um volume de material e trabalho que não cabe em um TCC.

Então vamos delimitar = dar limites!!!

Poderia ser “Estudo de História do Brasil”

 

Opa. Já ficou mais delimitado, e pode ficar ainda mais.

Vamos escolher um período da história do Brasil.

Um bom exemplo de trabalho seria: “O ensino de História no Brasil no período da ditadura civil-militar”.

 

Veja como a delimitação estreitou o tema, o deixou mais fácil e possível de ser pesquisado e desenvolvido em uma pesquisa, em um TCC.

E tem mais!

 

Além disso, sua pesquisa precisa ser problematizada.

Isso quer dizer que a partir do seu tema, você precisa fazer uma pergunta, trazer uma questão a ser refletida e juntamente a isso, apresentar uma hipótese que responda ao seu questionamento.

Ufa. Vamos deixar isto para outro artigo. Ou você pode dar uma olhada nos links acima.

 

Do ponto de vista científico, seu tema de pesquisa deve apresentar alguma relevância e contribuição, seja para a academia e aquela área de estudo, seja para promover mudanças benéficas na sociedade.

Desta forma, ao apresentar seu tema de pesquisa, é preciso ter em mente que você também terá de apresentar:

  1. a relevância do tema que você irá trabalhar. Isto é, como ele exerce impacto na vida das pessoas e na sociedade.
  2. justificar a importância de seu trabalho. Ou seja, como seu trabalho pode contribuir para melhorar ou trazer luz para determinado problema.

Isso fica na Justificativa do Projeto de Pesquisa.

 

Voltando a questão do aprimoramento do tema, como fazer isso de forma mais fácil e objetiva?

A escolha pode começar por uma área ou assunto mais amplo. Após escolher o tema, como já dissemos acima, você deverá fazer alguns recortes.

Um bom começo é delimitar o período temporal. Em segundo lugar, defina o espaço a ser trabalhado.

Ao fazer esses recortes, você estará utilizando alguns “filtros” que permitirão que sua pesquisa fique ainda mais sofisticada.

Isso porque ao tratar um tema bem delimitado e especificado, é possível se debruçar e se atentar a cada detalhe que envolva o assunto.

 

Veja o exemplo que utilizamos: “O ensino de História no Brasil no período da ditadura civil-militar”.

Há pelo menos três recortes que ajudam a pesquisa a ficar mais objetiva e direcionada: o ensino da disciplina de História, o Brasil; e o período em que nosso país foi governado pelos militares.

E em seu tema?

O quanto você pode recortar?

 

Dicas finais sobre a escolha do tema! 

Sugestões para finalizar a definição do Tema Projeto de Pesquisa.
Dicas importantes para escolher melhor o Tema de seu Projeto de Pesquisa

O tema é quase que de forma natural o primeiro elemento da pesquisa a ser estabelecido. Ele é o ponto de partida para que a pesquisa se desenvolva e seja problematizada.

Não podemos esquecer que seu tema não pode ser qualquer assunto, ele precisa estar de alguma forma relacionado a sua área de estudo ou que você tenha pelo menos aptidão.

Disso você já deve saber!

Outro ponto importante: pesquise o que já foi estudado sobre o tema escolhido.

Com o avanço tecnológico e ferramentas como o Google Acadêmico e plataformas como o Scielo, essa tarefa ficou mais fácil e mais rápida.

Buscas nesses sites possibilitam a criação de uma espécie de banco de dados sobre o que já foi estudado sobre o seu tema. Dessa forma, você também poderá inovar e se propor a pesquisar algo ainda não muito explorado.

É de extrema importância levar em consideração o tempo que você terá para desenvolver sua pesquisa. Por isso, seja razoável ao delimitar o tema em que deseja trabalhar.

Por exemplo:

  • Monografias e Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC’s) contam com menos tempo. Uma média de apenas seis meses.
  • Já no mestrado e no doutorado, o pesquisador pode se dedicar a trabalhos mais longos, o que lhe permite ser mais ambicioso quanto à escolha do tema. No mestrado são dois anos e no doutorado quatro. Uma grande diferença!

 

Mesmo com diferenças, em todos esses tipos de pesquisa, você terá prazos a cumprir, de modo que é imprescindível que o tema e sua delimitação sejam razoáveis!

Outra questão muito relevante é encontrar um orientador que esteja em conformidade com o tema de sua pesquisa.

Ele é indispensável para o andamento e conclusão da pesquisa. Lembre-se que ter um orientador é um requisito para cursar a pós-graduação.

Não é possível fazer sua pesquisa sem estar formalmente vinculado a um professor e ele possui a liberdade de recusar orientar determinado aluno caso não se sinta à vontade com o tema da pesquisa.

Por fim, podemos dizer que o ideal é combinar um tema em que o pesquisador se sinta instigado e que ao mesmo tempo possa ser trabalhado. Isto é, possa ser desenvolvido dentro do rigor científico e assim apresentar resultados satisfatórios e confiáveis.

SOBRE O AUTOR – Fabio Herdy é um professor apaixonado por pesquisa e educação. Formado em Publicidade e Propaganda com especialização em Marketing, possui mais de 10 anos de experiência em pesquisa acadêmica e científica. Vasta experiência como professor universitário e orientador de projetos de pesquisa e TCCs na Universidade Candido Mendes, além de participante de bancas examinadoras de TCCs de diversas áreas de formação. Saiba mais.