7 Dicas para Fazer um Bom Projeto de Pesquisa sobre o tema Bullying

Dicas dadas por um Professor para elaborar seu projeto de pesquisa sobre o bullying
Aproveite estas informações antes de preparar seu projeto de pesquisa sobre o tema bullying

 

O bullying é um dos fenômenos mais atuais em nossa sociedade e que a cada dia acomete mais pessoas.

Um problema que tem prejudicado a vida de crianças, jovens e adultos, se torna fundamental de ser cada vez mais estudado na academia a partir de pesquisas como TCCs, teses e dissertações.

Para te auxiliar, apresentaremos aqui 7 dicas de professor sobre como você pode montar um bom projeto de pesquisa sobre o bullying.

→ Veja nosso índice de hoje:

 

O que te motiva a fazer uma pesquisa sobre bullying?

Dica 1: Motivação para escrever sobre o bullying
O tema Bullying tem um peso que você deve considerar

 

O bullying é tema pesado!

Um ato violento emocional que pode chegar aos fins físicos e que deixa inúmeras marcas em nossa sociedade.

Não são raros os casos em que uma pessoa que sobre com bullying acaba realizando outros atos de violência para se vingar.

Quando você estiver fazendo o seu projeto de pesquisa, é fundamental que tenha em mente o que te motiva a fazer uma pesquisa com esse tema tão delicado.

 

Afinal de contas, o que faz com que você queira saber mais sobre um tema que é tão indigesto e que muitas pessoas fingem até mesmo não existir?

Você já se perguntou?

Sabe? Tendo isso claro, poderá te ajudar a enfrentar as situações mais tristes com as quais irá se deparar em sua pesquisa.

Além disso, esses motivos pessoais também podem ser brevemente descritos em seu projeto de pesquisa para trazer maior proximidade do leitor com o problema.

Claro, que com a devida parcimônia e cuidados com a linguagem acadêmica.

 

Você estudará o acontecimento do bullying onde?

Como dito anteriormente e que você já sabe, o bullying é um fenômeno social que tem atingido pessoas de diferentes idades.

Dessa maneira, ele não acontece somente nas escolas, com muitos acham.

Também há bullying no ambiente de trabalho e nas universidades, por exemplo.

Se você está construindo um projeto de pesquisa para abordar este tema, é fundamental que selecione um desses locais para falar sobre. Isso dará foco para sua pesquisa!

 

Afinal de contas, é muito diferente um bullying que é praticando dentro de uma escola, do que é praticando em uma empresa.

A sua pesquisa poderá mostrar essa diferença e como eles podem ter efeitos terríveis no emocional de quem é a vítima.

 

Qual o tipo de bullying você irá pesquisar?

Dica 3: Conheça os tipos de bullying que vai trabalhar em seu projeto de pesquisa
Saiba que você deve abordar um ou alguns tipos de bullying em seu projeto

 

Continuando este raciocínio, basicamente, podemos ver alguns tipos de bullying que se alastram pela sociedade.

Além da diferença que possivelmente estão relacionados com o local onde será o foco de seus estudos, há também muitos tipos.

Vamos pontuar alguns?

  • Físico: caracterizado por agressões corporais como empurrões, socos, chutes, beliscões e até mesmo lesões graves.
  • Verbal: envolve insultos, apelidos ofensivos, ameaças, comentários maldosos e humilhações, causando sofrimento emocional e psicológico.
  • Social: visa excluir a vítima de grupos ou atividades, espalhando boatos, fofocas, promovendo a exclusão social e o isolamento.
  • Ciberbullying: utiliza as ferramentas da internet e das redes sociais para intimidar, assediar e humilhar a vítima através de mensagens, fotos, vídeos e outros conteúdos online.
  • Sexual: envolve comportamentos como comentários ou piadas de cunho sexual, toques indesejados, exposição forçada à pornografia e até mesmo abuso sexual.
  • Homofóbico: direcionado à orientação sexual ou identidade de gênero da vítima, incluindo discriminações, insultos, ameaças e violências físicas ou verbais.
  • Racista: baseado na raça, cor da pele ou origem étnica da vítima, incluindo ofensas, apelidos racistas, segregação e exclusão.
  • Xenofóbico: direcionado a pessoas de diferentes culturas, nacionalidades ou origens, incluindo discriminação, preconceito, exclusão e ataques verbais ou físicos.

 

Além desses, podem existir muitos outros. O que pode direcionar sua pesquisa.

Mas, é fundamental que no projeto de pesquisa você selecione um – ou alguns poucos desses tipos de bullying – para trabalhar.

Afinal, veja como a lista é grande.

Você não dará conta de trabalhar com todos eles de uma maneira profunda, entende?

No máximo conseguirá mencionar cada um deles de maneira rápida.

Assim, selecione um ou dois para trabalhar dentro do ambiente que já tiver selecionado.

 

Qual será a sua perspectiva de análise?

Para montar um projeto de pesquisa precisamos selecionar alguns autores que nos ajudarão a fazer uma leitura sobre a realidade.

Assim, saiba o local, o tipo, e não deixe de verificar: quais são esses autores que te ajudarão a pensar o problema do bullying?

Você pode selecionar tanto pensadores que estão fazendo pesquisa sobre o tema atualmente, como também clássicos que demonstram e analisam a existência de violências em nossas relações.

Se fizer uma leitura prévia, digo antes de montar seu projeto, ainda tem a vantagem de ter maior bagagem sobre o tema que irá propor em seu projeto de pesquisa.

Aprenda mais lendo nosso artigo sobre Revisão de Literatura.

 

Um tema como esse exige uma perspectiva multidisciplinar

Dica 5: O tema bullying pode ser mais bem aproveitado em um projeto de pesquisa
É importante ter uma visão multidisciplinar sobre o tema para melhor aproveitar em seu projeto de pesquisa

 

Complementando a dica anterior, lembre-se que, por se tratar de um tema altamente complexo, é fundamental que você consiga ter uma visão multidisciplinar sobre ele.

Ou seja, não adianta pensar o bullying somente em sua perspectiva psicológica.

Você também deve saber que é importante compreender qual é a dimensão social dele.

Como assim?

Isso te ajudará a fazer um projeto de pesquisa que seja mais abrangente para tentar compreender essa questão e que poderá apontar para diferentes visões dele.

Entende?

É muito possível que, se você fizer um trabalho com uma visão de somente uma disciplina sobre o bullying, ele acabará ficando fraco e com carência de densidade teórica e analítica.

 

Caracterize bem as situações com as quais vai trabalhar

Suponhamos que você queira trabalhar com o bullying dentro de uma determinada escola de ensino fundamental.

Para compreender o funcionamento do bullying nessa realidade, é importante que você caracterize e descreva muito bem a situação em que ele acontece.

Quer um exemplo?

Vamos imaginar que você terá de descrever:

  • qual a situação social e econômica da escola;
  • quem são as pessoas que sofrem e como sofrem o bullying;
  • qual o grau de repetição do bullying; e
  • se é feito sempre pela mesma pessoa ou por outras.

 

Esse tipo de descrição é fundamental para compreender mais sobre como é possível que o bullying ocorra dentro desse ambiente.

Dessa maneira, tente sempre ter essa visão tanto para a construção de seu projeto, como também para a elaboração de sua pesquisa final no futuro.

 

Esse é um tema difícil e altamente delicado, não se cobre tanto

Dica 7: A delicadeza do tema bullying na abordagem do projeto de pesquisa
Saiba que este tema é delicado, mesmo para um projeto de pesquisa

 

Por ser um tema difícil e que envolve os sentimentos de diversas pessoas, não pense que será fácil de trabalhar.

Saiba que até mesmo fazer um projeto de pesquisa sobre ele será difícil e muitas vezes triste e doloroso.

Assim, tente manter a tranquilidade e tenha em mente que o seu trabalho poderá ajudar muitas pessoas a enfrentarem essas situações.

Conhecer mais sobre o bullying e como ele acontece nos mais variados ambientes já é um passo para combatê-lo e para evitar que mais pessoas sofram com ele todos os dias.

 

Bom, temos muitas outras dicas e passos para você elaborar sua pesquisa com cada vez mais qualidade.

Afinal, nosso site é especializado em projetos de pesquisa.

Você vai encontrar muitos outros artigos que vão auxiliar seu Projeto de pesquisa, a partir dos textos indicados abaixo.

Esperamos que tenha gostado!

SOBRE O AUTOR – Fabio Herdy é um professor apaixonado por pesquisa e educação. Formado em Publicidade e Propaganda com especialização em Marketing, possui mais de 10 anos de experiência em pesquisa acadêmica e científica. Vasta experiência como professor universitário e orientador de projetos de pesquisa e TCCs na Universidade Candido Mendes, além de participante de bancas examinadoras de TCCs de diversas áreas de formação. Saiba mais.